O blog do nosso jornal.

Olá! Se clicares na imagem da barra lateral direita podes ler algumas informações sobre o 25 de Abril... Vê se gostas!
10
Dez 08

Boa-tarde! Como certamente sabem hoje comemora-se mais um ano após a Declaração Universal dos Direitos do Homem. Na nossa escola as turmas em EMRC até fizeram um trabalho sobre este assunto. Cada aluno fez um artigo e um desenho que agora estão afixados no placar ao pé das escadas no Bloco A. Infelizmente ainda não consegui arranjar fotografias, e como também não me parecia correcto copiar de algum site quando nós próprios fizemos os nossos próprios artigos (por palavras nossas) achei engraçado colocar aqui a carta que o Chefe Seattle, um índio, enviou ao Chefe Branco Washington, quando este se predispôs a comprar uma grande extensão de terras índias, prometendo criar uma "reserva" para o povo indígena. Este texto foi o primeiro a apelar aos "Direitos da Terra", por isso achei adequado colocar aqui este excerto, que está no nosso livro de Português, o "Onula". Espero que não se importem por ainda não falar dos Direitos do Homem!

 

Os Direitos da Terra

 

Como se pode comprar ou vender o firmamento,

ou ainda o calor da terra?

Tal ideia é-nos desconhecida.

Se não somos donos da frescura do ar nem do fulgor das águas,

Como poderão vocês comprá-los?

 

Cada parcela desta terra

é sagrada para o meu povo,

cada brilhante mata de pinheiros,

cada grão de areia nas praias,

cada gota de orvalho nos escuros bosques,

cada outeiro

e até o zumbido de cada insecto

são sagrados para a memória do meu povo.

 

A seiva que circula nas veias das árvores

leva consigo a memória dos Peles Vermelhas.

A água cristalina que corre nos rios e ribeiros

não é somente água:

representa também o sangue

dos nossos antepassados.

 

Os rios são nossos irmãos

e saciam a nossa sede,

são portadores das nossas canoas

e alimentam os nossos filhos.

 

O ar tem um valor inestimável para o Pele Vermelha,

uma vez que todos os seres partilham um mesmo alento:

o animal, a árvore, o Homem,

todos respiramos o mesmo ar.

O vento, que deu aos nossos avós o primeiro sopro de vida,

também recebe os seus últimos suspiros.

O Homem Branco deverá tratar os animais desta terra

como seus irmãos.

Que seria do Homem sem os animais?

 

Ensinem aos vossos filhos

aquilo que nós temos ensinado aos nossos:

A TERRA É NOSSA MÃE.

 

Júlio Roberto, Poema Ecológico, Edições ITAU (adaptado)

 

por: Madalena

Publicado pelo 6ºA às 19:08
Sentimo-nos: De bem com a Natureza!
Música: Um árvore, um amigo

Dezembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

16
17
20

26
27

29


Relógio
Dicionário
Testa os teus conhecimentos
Em que ano se deu a Revolução dos Cravos?




Ver Respostas
Pesquisar
 
Visitas
Inquérito
Quem é o teu herói?




Ver Resultados
comentários recentes
Localiza se em africa
google e uma das paginas que nos ajuda a investiga...
Olá 6º AGostei de ver que o novo ano não vos tirou...
blogs SAPO