O blog do nosso jornal.

Olá! Se clicares na imagem da barra lateral direita podes ler algumas informações sobre o 25 de Abril... Vê se gostas!
26
Abr 09

Olá a todos! Peço imensa desculpa por não ter colocado nada sobre o 25 de Abril ontem, mas estive muito ocupada a estudar para o teste de Ciências da Natureza e a acabar o meu trabalho de História e Geografia de Portugal que entregarei na terça-feira.

 

Enquanto esse dia não chega, aproveito e deixo aqui o trabalho para poderem ler e aceder a todas as informações que necessitarem.

 

 
P.S. Se clicarem em cima vêm em tamanho maior.
 

Até à próxima!

 

por: Madalena

Publicado pelo 6ºA às 20:22
Sentimo-nos: Ao telefone...

18
Abr 09

Para começar em grande tenho o enorme prazer de anunciar que este post é dedicado à Andreia, a piquerrucha da nossa turma que tem sempre uma palavra a dar quando estamos com algum problema. Foi por ela vir de Peniche que resolvi escolher este sítio e um dos seus monumentos.

 

Peniche

 

Actualmente, Peniche é uma cidade portuguesa do distrito de Leiria, que em 2001 atingia cerca de 15 600 habitantes.

 

No início este sítiozinho era pequenino, mas cresceu e em 1609 foi elevado a vila e no dia 1 de Fevereiro de 1988 foi elevado a cidade.

 

Já viram a quantidade de tempo que foi precisa para que Peniche passasse de vila para cidade? É incrível, não é?!

 

O concelho de Peniche possui uma longa e rica História, tendo sido sucessivamente ocupado por populações que fizeram da pesca e da agricultura as suas principais actividades económicas. 

 

Forte de Peniche

 

Em 1557, durante o reinado de D. João III, este mandou edificar o chamado castelo da vila, estrutura abaluartada que foi acabada de construir em 1570, já por altura do reinado de D. Sebastião.

 

Durante as Invasões Francesas, a fortaleza foi ocupada pelas tropas inimigas, que reforçaram as defesas do forte.

 

Após isso a fortaleza foi ainda arranjada pelas tropas de William Beresford e ainda por altura da ocupação pelas tropas de D. Miguel. O forte teve, no entanto, uma fraca actuação aquando da Guerra Civil de 1832-1834.

 

Então, gostaram do sítio e do monumento escolhido?

 

Para a próxima aceitam-se sugestões!

 

por: Madalena

Publicado pelo 6ºA às 19:55
Sentimo-nos: Presenteiros para a nº 2!

Sabem que dia é hoje? É Dia Internacional dos Monumentos e Sítios!


Hoje, que devia ter ido passear ao Mosteiro da Batalha ou ao Castelo de Leiria, é que o tempo resolveu ficar outra vez de trombas... de água, embora por pouco tempo. Mas assim... é que ninguém me tira de casa!


Aconselho a quem gosta de ser informado sobre estas datas comemorativas a assinar a newsletter do Site Júnior, que pode parecer um pouco infantil mas dá para avivar a memória quanto a estas datas. Eu por acaso já conhecia este dia, por ter lido "O Livro dos Dias" de José Jorge Letria, que tem um poema sobre cada dia importante no ano (e por acaso foi este o livro que escolhi para o Concurso do Livro do Mês na Biblioteca).

Como gostei muito desse poema e o encontrei perdido na internet até o deixo aqui:

 

Dia dos Monumentos e dos Sítios

 

Nós somos o chão e a pedra, 

a igreja e o convento, 

a muralha da cidadela, 

o cais de onde partiu 

certo dia a caravela, 

o forte e o pelourinho 

que por vezes encontramos 

no meio de um caminho, 

mas também a velha anta 

pré-histórica e soberana 

que ganhou verdete e fama 

e a pegada do dinossáurio 

ou as gravuras do Coa, 

ou um teatro romano 

numa rua de Lisboa.

 

Os monumentos e os sítios 

existem para nos lembrar 

que foi longa a caminhada 

que fizemos para aqui chegar, 

tendo pouco para esquecer 

e tanta coisa para lembrar.


in. "O Livro dos Dias", de José Jorge Letria

 

No próximo post irei publicar algumas informações sobre um sítio e um monumento de Portugal.

 

Adivinhem alguns monumentos relacionados com a época da ditadura, enquanto aguardam...! Não se esqueçam de que depois do 25 de Abril mudaram de funções, claro...

 

Até logo!

 

por: Madalena

Publicado pelo 6ºA às 15:51
Sentimo-nos: A voltar à "antiga" infância!
Música: A Portuguesa

02
Abr 09

Animem-se, minha gente, que hoje estou de bom humor! Porquê? Ora essa, por causa das notas...!

 

A nossa turma teve muito boas notas, mas também teve umas negativas que eram bem escusadas...

 

Mesmo assim, há-que dar os parabéns a alguns alunos, que ou muito me engano ou já devem ter média suficiente para entrar para o Quadro de Mérito, como as Carolina(s), por exemplo, que melhoraram as notas, caso eu não esteja a pensar mal.

 

Por outro lado já temos 5's a Educação Física, o que ainda não tinha acontecido este ano. Também há-que dar valor a isso!

 

Penso que as piores notas são a Ciências da Natureza, embora não tenha a certeza, uma vez que não estive muito tempo a olhar para a pauta. As melhores... talvez HGP e Moral, onde acho que não houve negativas.

 

Espero que ao final do dia já todos tenham ido ver as suas notas e possam dizer qualquer coisa aqui no blog sobre o que acharam delas, se foram boas, más, etc...

 

Então, continuação de boas férias e até à próxima!

 

por: Madalena

Publicado pelo 6ºA às 17:14
Sentimo-nos: Babados, babados...

24
Mar 09

Olá! Sabem onde fomos hoje em visita de estudo? Às Caldas da Rainha! Como sempre fazemos aqui deixamos algumas fotografias, desta vez num slideshow, pois eram às centenas! E isto são só algumas minhas (Madalena)... Em breve reportagem da Sharon sobre uns cisnes que lá estavam nos Jardins D. Carlos I, dos quais nestas fotografias só está um numa delas. Divirtam-se a ver-nos na grande palhaçada!

 

por: Madalena

Publicado pelo 6ºA às 19:18
Sentimo-nos: Uns sortudos!

03
Mar 09

Olá! Hoje tivemos HGP e estivemos a corrigir o T.P.C., que ainda era sobre a Lisboa Pombalina e as acções do famoso Marquês de Pombal. Uma das perguntas era para comentarmos as suas acções, e já agora deixamos aqui uma das respostas dadas à pergunta. Possivelmente poderemos acrescentar mais, mas por agora fica aqui a minha (Madalena):

 

O que penso sobre o Marquês de Pombal

 

O Marquês de Pombal era um estrangeirado e trazia ideias inovadoras do estrangeiro. Se não fosse ele, ainda hoje seríamos um povo empobrecido e sem inteligência, visto a sua acção ter tido consequências de longa duração para o país que agora é Portugal. Um bom exemplo das suas acções é a reconstrução da cidade de Lisboa após o terramoto de 1755. Se as ruas não fossem largas, como é que actualmente podiam circular os carros, autocarros e outros veículos grandes? Concordo, por isso, com as acções do Marquês de Pombal. Mesmo aquelas que são consideradas as suas "duas nódoas negras" trouxeram benefícios para o reino e, mais tarde, para o país. Se os Jesuítas não fossem expulsos, continuaríamos a aprender coisas incertas e não poderíamos questioná-las. Se alguns nobres não fossem perseguidos, actualmente teríamos ainda uma pior distribuição de bens e de ouro, levando a que existissem ainda mais pobres. Considero, por tudo o que já referi, que o Marquês de Pombal era um homem inteligente, sabedor e justo.

 

P.S. Se quiserem também podem dar a vossa opinião sobre o Marquês de Pombal. Quem sabe não vamos aprender coisas sobre ele convosco?

 

por: Madalena

Publicado pelo 6ºA às 20:10
Sentimo-nos: Sabichões!

19
Fev 09

Olá! Em HGP estamos a falar do reinado de D. José I e de Sebastião José de Carvalho e Melo, futuro Marquês de Pombal. Como certamente sabes foi nesta época, em 1755, que houve um fortíssimo terramoto seguido de um maremoto. E se quiseres mais... lê o resto deste post!

 

O Terramoto de 1755 em Lisboa

 

Cinco anos depois do início do reinado de D. José I, em 1755, no fatídico dia 1 de Novembro, deu-se um terramoto que destruiu grande parte da cidade de Lisboa e que provocou abalos por todo Portugal e que ainda atingiu o Sul de França e o Norte de África.

 

Era Dia de Todos os Santos, por isso a maioria da população de baixa e média condição, o Povo e a Burguesia, encontrava-se nas igrejas, por todo o país. Visto ser dia de guarda, nome dado antigamente aos feriados religiosos, havia muitas velas acesas nas casas e nos altares das igrejas. Pensa-se ainda que estava um dia de muito frio, por isso as pessoas deixaram as lareiras acesas dentro de casa. Ninguém esperava o que estava para acontecer...

 

Eram cerca das 9h45 da manhã quando se sentiu o primeiro abalo, de extrema violência. Julga-se que na escala de Richter atingiu o nível 9 e que na escala de Mercalli atingiu o nível X (desastroso). Logo o pânico se instalou em toda a cidade de Lisboa quando os prédios e casas começaram a ruir e começaram a cair pedras para a rua. Muitas pessoas ficaram soterradas nas igrejas onde estavam a assistir à missa. As pessoas que não foram esmagadas correram para os largos e para as maiores praças e aquelas que se encontravam mais perto do rio procuravam salvar-se em botes ou qualquer coisa em que fosse possível flutuar.

 

 

por: Madalena

Publicado pelo 6ºA às 20:36
Sentimo-nos: Com soninho!
tags: ,

Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


Relógio
Dicionário
Testa os teus conhecimentos
Em que ano se deu a Revolução dos Cravos?




Ver Respostas
Pesquisar
 
Visitas
Inquérito
Quem é o teu herói?




Ver Resultados
comentários recentes
Localiza se em africa
google e uma das paginas que nos ajuda a investiga...
Olá 6º AGostei de ver que o novo ano não vos tirou...
Subscrever feeds
blogs SAPO